ML$ 2012 | As finanças dos clubes da Major League Soccer

foto1

Liga Americana fatura US$ 484,2 milhões e lucro acumulado de US$ 34 milhões

Ainda muito distante das principais ligas mundias, a MLS trilha um caminho de crescimento sustentável. Com um modelo de liga diferente dos europeus e similar aos da demais competições norte-americanas (NBA, NFL, MLB, NHL etc), 10 clubes dos 19 da MLS obtiveram lucros, um encerrou com saldo zero e outros oito fecharam com prejuízos.

cifras-major-league

O Seattle Sounders além de ser o clube que mais arrecadou (US$ 48 milhões) também foi quem mais lucrou (US$ 18,2 milhões). No entanto, o clube não conseguiu sequer acesso à Concacaf Champions League. Os Sounders tiveram a chance de se classificar ao torneio continental mas perderam a final da US Open Cup.

O LA Galaxy foi a segunda franquia em faturamento (US$ 44 milhões) mas apenas a quarta em lucros (US$ 7,8 milhões). O Portland Timbers foi o segundo time com maiores lucros (US$ 9,4 milhões) e terceiro maior em faturamento (US$ 39,1 milhões). Já entre os clubes que tiveram maior prejuízo, o New York Red Bulls fechou o ano com US$ 6,3 milhões no vermelho, seguido pelo Chivas USA, que fechou com US$ 5,5 milhões negativos.

O ex time de David Beckham também foi quem mais investiu. O orçamento do Galaxy foi de US$ 36,2 milhões, os gastos foram revertidos no título da MLS Cup e consequentemente em uma vaga para a principal competição continental. O segundo maior investimento da MLS foi o New York Red Bulls, o time de Henry só conseguiu chegar em quarto na temporada regular, e foi eliminado nas quarta de final da MLS Cup.

Se os êxitos esportivos forem analisados, levando em consideração os gastos totais, o San Jose Earthquakes conseguiu o melhor desempenho. Contando com o menor orçamento da MLS US$ 19,5 milhões, o clube da California terminou a temporada regular em primeiro lugar e garantiu vaga na Concacaf Champions League. Outro time que performou muito bem foi o DC United. A franquia da capital norte-americana dispôs de um orçamento de US$ 20,5 milhões (16.º), terminou em terceiro na temporada regular e perdeu na semifinal da MLS Cup. O time de Washington não conseguiu vaga na ConcaChampions, mas sua campanha foi primorosa.

Entre os Canadenses, o Toronto FC foi o clube com maior receita (US$ 30,9 milhões), maior lucro (US$ 4,5 milhões), maior investimento (US$ 26,4 milhões) e pior performance. O clube terminou em 19.º na temporada regular. o Vancouver Whitecaps foi o melhor canadense na MLS, terminando na 11.ª colocação. O Montreal Impact terminou em 12.º, mas conseguiu o título da Amway Canadian Championship e assegurou uma vaga na Concacaf Champions League.

Sistema de Disputa

Dividido em duas conferências (Leste e Oeste), os times se enfrentam em turno e returno (Temporada Regular). O clube Americano que conquistar o maior número de pontos, assegura uma vaga na Concacaf Champions League. O clube que terminar em primeiro na temporada regular (inclui-se os canadenses) fica com o título Supporters’ Shield. Os três primeiros colocados de cada conferência garantem vaga nas quartas de final da MLS Cup. O quarto e quinto colocado das conferências disputam as duas últimas vagas das quartas de final da MLS Cup. O Campeão e o Vice da MLS Cup asseguram vaga na ConcaChampions.

O quarto clube americano na Concacaf Champions League vem da US Open Cup que reune 64 clubes das diversas ligas dos Estados Unidos.

Lançado em 2011, o Futebol Business é um site independente que aborda toda a indústria do futebol. Idealizado por Fernando Martinho, o site visa difundir conteúdos relevantes do segmento.

 Relacionadas
Tags:hicago Fire, Chivas USA, Colorados Rapids, Columbus Crew, DC United, FC Dallas, Houston Dynamo, LA Galaxy, MLS, Montreal Impact, NE Revolution, NY Red Bulls, Philadelphia Union, Portland Timbers, Real Salt Lake, Seattle Sounders, SJ Earthquakes, Sporting Kansas City, Toronto FC, Vancouver Whitecaps